5 vulnerabilidades e riscos de segurança mais comuns do WordPress

O sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS) WordPress alimenta aproximadamente 40% dos sites na internet, tornando-o o maior CMS em participação de mercado. Embora essa popularidade garanta que a plataforma desfrute de suporte robusto de desenvolvedores internos e externos, ela também torna os sites WordPress um alvo atraente para golpistas e hackers.

Se isso deixa você preocupado com os riscos de segurança do uso do WordPress, lembre-se de que o CMS em si é seguro – ele simplesmente requer personalização e bom gerenciamento para minimizar vulnerabilidades devido à natureza de código aberto da plataforma.

Continue lendo para saber mais sobre as vulnerabilidades de segurança do WordPress e como você pode evitá-las.

Importância das práticas recomendadas de segurança do WordPress

Usar as práticas recomendadas de segurança de sites WordPress ajuda a evitar acesso não autorizado ou sites hackeados. Este CMS de código aberto fornece aos usuários e desenvolvedores transparência em termos do código subjacente, mas a desvantagem é que ele também permite que agentes mal-intencionados explorem vulnerabilidades do WordPress. Por exemplo, as configurações padrão do WordPress colocam o login administrativo em uma página fixa, deixando-o visível para hackers. Por esse motivo, os desenvolvedores do WordPress sugerem alterar o nome da página de login para algo menos visível para quem deseja roubar suas informações.

Ler:  O seu antigo site está pronto para um marketing seguro nas redes sociais?

Vulnerabilidades e riscos comuns de segurança do WordPress

Os problemas de segurança do WordPress abrangem aproximadamente cinco categorias principais, cada uma com sua maneira particular de permitir que hackers obtenham acesso a sites WordPress. Felizmente, cada um desses problemas que tornam seu site WordPress vulnerável tem soluções fáceis.

1. Núcleo, plug-ins ou temas do WordPress desatualizados

Algumas das vulnerabilidades comuns do WordPress são núcleos, plug-ins ou temas desatualizados. Quando surgem problemas, a equipe de segurança do WordPress e os desenvolvedores de plug-ins e temas normalmente lançam atualizações para resolvê-los, mas esse mesmo lançamento pode revelar as vulnerabilidades de segurança do WordPress ao público, incluindo hackers e golpistas. Isso significa que quanto mais rápido você atualizar instalações, plug-ins e temas principais desatualizados, maiores serão as chances de manter o WordPress seguro. A chave para manter esse tipo de ameaça à segurança é manter a instalação, os temas e os plug-ins do WordPress atualizados e garantir que qualquer software em segundo plano também seja atualizado.

2. Ataques de força bruta e DDoS

Outro problema comum de segurança do WordPress são os ataques de força bruta. Conforme mencionado acima, deixar a página de login do WordPress no URL padrão após a instalação permite que os hackers usem um ataque de força bruta para obter acesso ao seu site. Isso normalmente ocorre quando eles usam a metodologia de tentativa e erro para inserir várias combinações de nome de usuário e senha até fazerem login com sucesso.

Mesmo quando esses ataques não têm sucesso, eles podem sobrecarregar seu servidor e retardar o rastreamento do seu site WordPress. Senhas seguras que utilizam letras maiúsculas e minúsculas, além de números e símbolos, ajudam a impedir esses ataques, assim como ocultar sua página de login do WordPress. Para reduzir ainda mais as ameaças à segurança, limite as tentativas de login e ative a autenticação de dois fatores.

Os ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS) acontecem quando hackers enviam uma infinidade de solicitações a um servidor web, fazendo com que ele fique lento e depois trave. Utilizando várias máquinas infectadas de todo o mundo, esses ataques organizados têm o potencial de custar muito dinheiro à sua empresa. Felizmente, um bom host como o WPSitePlan mitiga esses tipos de ataques gerenciando a segurança do servidor web e ajudando quando ocorrem atividades suspeitas.

Ler:  Tutoriais WordPress para codificadores e desenvolvedores

3. Inclusão de arquivos e explorações de banco de dados MySQL

Explorações de software que atacam vulnerabilidades no software PHP usado para executar seu site WordPress ou banco de dados MySQL também podem ajudar hackers a obter acesso ao seu site WordPress. Quando os hackers atacam esses elementos de segundo plano, normalmente o fazem por meio de uma exportação de inclusão de arquivo ou injeção de SQL. Ambas as técnicas permitem que hackers carreguem arquivos remotos nos arquivos do seu site por meio de versões desatualizadas, fornecendo acesso ao arquivo de configuração do WordPress e a capacidade de alterar o que quiserem.

Uma maneira fácil de evitar explorações de inclusão de arquivos ou corrigir problemas de injeção de SQL é usar um host gerenciado como o WPSitePlan, com experiência em lidar com problemas comuns de segurança do WordPress. Um host WordPress bem gerenciado mantém esses arquivos de segundo plano essenciais atualizados para manter os hackers afastados.

4. Segurança e credenciamento deficientes

Outra maneira pela qual os hackers podem obter acesso não autorizado é por meio de segurança e credenciamento deficientes. Quando você configura seu site, o painel do WordPress oferece opções para criar cinco funções de usuário, cada uma com seu próprio nível de acesso – administrador, editor, autor, colaborador e assinante. As contas de administrador são as mais poderosas, fornecendo acesso ilimitado a todo o seu site e permitindo que hackers alterem tudo, desde os arquivos do site até a conta bancária para onde vão suas vendas de comércio eletrônico. A principal maneira de evitar o acesso não autorizado é ter cuidado com as credenciais de login, garantindo que as credenciais do usuário administrativo sejam atribuídas corretamente apenas àqueles em quem você confia no seu site WordPress.

5. Scripting entre sites

O script entre sites também é conhecido como ataques XSS, roubo de cookies ou ataques de sequestro de sessão. Infelizmente, essas vulnerabilidades são comuns nos plug-ins do WordPress. Esses ataques funcionam encontrando maneiras de fazer com que as vítimas carreguem JavaScript inseguro em páginas da web sem o seu conhecimento. Ao contrário das injeções de SQL e outros softwares maliciosos, os ataques de script entre sites roubam dados dos navegadores, especialmente por meio de formulários de sequestro hospedados em seu site WordPress.

Ler:  Faça postagens de blog melhores e mais longas com 8 dicas de redação

Eles então usam esse hack para roubar credenciais de login para acessar uma conta de usuário. Para evitar scripts entre sites, certifique-se de validar os dados do site corretamente e usar a limpeza de saída – ou simplifique o processo com um plugin de segurança WordPress recomendado pelo seu host.

Dicas sobre como proteger seu site WordPress

1. Altere suas senhas regularmente e use um gerador de senhas fortes

As senhas do site WordPress são a primeira linha de defesa contra acesso não autorizado ao seu site. Quanto mais longa e complexa for uma senha, mais difícil será para alguém adivinhar ou decifrar.

A maioria das pessoas não altera suas senhas com frequência suficiente e usa palavras ou frases facilmente adivinhadas como senhas. Isso torna mais fácil para hackers obterem acesso ao seu site.

2. Use autenticação de dois fatores

A autenticação de dois fatores (2FA) é uma camada adicional de segurança que exige que os usuários forneçam uma segunda informação além do nome de usuário e da senha ao fazer login.

Isso pode ser algo tão simples quanto um código enviado ao seu telefone por mensagem de texto ou um sistema mais sofisticado baseado em token.

3. Instale um plugin de segurança para ajudar a proteger seu site contra malware e hackers

Os plug-ins de segurança são uma parte essencial da proteção do seu site contra malware e hackers. Eles funcionam verificando vulnerabilidades em seu site e corrigindo-as, além de fornecer outros recursos de segurança, como verificação de malware e proteção de firewall. Existem vários plug-ins de segurança diferentes disponíveis, por isso é importante escolher aquele que atenda às suas necessidades.

4. Use um certificado SSL para criptografar o tráfego do seu site

Um certificado SSL é um certificado digital que autentica a identidade de um site e criptografa o tráfego entre o usuário e o site. Isso é importante porque garante que os dados dos usuários estejam protegidos contra olhares indiscretos, incluindo hackers e vigilância governamental.

Ler:  SEO para leigos: 13 lições fáceis para iniciantes

5. Faça backup do seu site regularmente em caso de perda de dados ou invasão

Um site pode ser hackeado e dados podem ser perdidos, por isso é importante fazer backup do seu site regularmente para manter seu trabalho seguro. Fazer backup do seu site significa fazer cópias de todos os arquivos que o compõem. Isso inclui não apenas gráficos, texto e outros arquivos de mídia, mas também documentos com qualquer conteúdo.

6. Atualize o WordPress e os plug-ins quando novas versões forem lançadas

É importante manter seu site WordPress e plug-ins atualizados. As versões atualizadas geralmente incluem patches de segurança e correções de bugs, que podem ajudar a proteger seu site contra hackers e malware. Além disso, versões atualizadas podem oferecer novos recursos ou melhorias que podem melhorar a experiência do usuário em seu site.

7. Restrinja o acesso à área de administração do seu site apenas a usuários confiáveis

Restringir o acesso à área de administração do seu site é uma etapa crítica para mantê-lo seguro. Ao permitir o acesso apenas a usuários confiáveis, você pode ajudar a evitar alterações não autorizadas ou acesso aos dados confidenciais do seu site.

Eliminando vulnerabilidades e riscos de segurança do WordPress

Um host bem gerenciado como o WPSitePlan entende as vulnerabilidades e riscos de segurança do WordPress e trabalha duro para manter seu site funcionando. Também equipado para lidar com outras ameaças à segurança do seu site, como malware e tentativas de phishing, um host bem gerenciado realiza verificações de segurança diárias, mantém seus temas, plug-ins e núcleo do WordPress atualizados e fornece backups diários para que você possa voltar a um bom ambiente. versão caso o banco de dados do seu site seja hackeado.

Manter seu site WordPress livre de vulnerabilidades e riscos de segurança comuns permite que você aproveite o máximo de tempo de atividade, o que é bom para o seu negócio. Quando você precisar de ajuda para instalar e manter a instalação do WordPress, o WPSitePlan tem três níveis de serviço e segurança para atender às suas necessidades e faz todo o trabalho pesado para você. Para saber o que podemos fazer por você, ligue para (855) 827-0042.

Novas publicações:

Recomendação