Cuidado com estes quatro ataques cibernéticos mais comuns

Os hackers tentarão todas as táticas enganosas que encontrarem para roubar dados, interromper negócios e manter sistemas como reféns. E alguns cibercriminosos não precisam se esforçar muito. Infelizmente, muitas empresas não possuem protocolos de segurança adequados, deixando as suas redes suscetíveis a violações de dados e ataques maliciosos.

A realidade é que os ataques cibernéticos não vão desaparecer. Isto é especialmente verdadeiro devido ao aumento do trabalho remoto e da conectividade móvel nos últimos anos, à medida que nos adaptamos ao mundo em mudança. Indivíduos e organizações devem permanecer vigilantes e conscientes dos diferentes tipos de ataques dos quais os criminosos são capazes para ajudar a proteger a si mesmos e às suas informações confidenciais.

Aumente seu conhecimento entendendo estes quatro tipos de ataques cibernéticos e os vários métodos que os hackers usarão para sequestrar seus sistemas ou roubar dados.

1. Golpes de phishing

Alguns hackers não precisam depender da quebra de códigos sofisticados para obter acesso à rede de uma empresa; tudo o que eles precisam é de um funcionário desavisado que clique em um potencialmente link prejudicial ou anexo de e-mail. O erro dos funcionários é o principal contribuinte para permitir que os cibercriminosos na porta virtual acessem informações pessoais ou dados da empresa, e não reconhecer um e-mail de phishing pode ser extremamente prejudicial.

Ler:  Não seja fisgado: como prevenir ataques de phishing

Os golpes de phishing são um tipo de ataque de engenharia social que parece vir de uma fonte confiável e pode induzir os usuários a conceder acesso ao sistema aos cibercriminosos. Considerando a quantidade de e-mails disponíveis todos os dias, os golpes de phishing são uma ameaça onipresente, e a melhor defesa contra eles é educar os funcionários sobre quais pistas procurar.

Leia mais: 10 maneiras de detectar golpes de phishing por e-mail

2. Malware ou Ransomware

Depois que um hacker obtém acesso a uma rede, códigos e softwares maliciosos — também conhecidos como malware ou ransomware — podem ser instalados para mantenha seus sistemas e seus dados como refénsou se espalhar para outras vítimas para corromper arquivos e torná-los inutilizáveis.

Cada vez mais, um usuário pode nem estar ciente de que um software malicioso foi instalado remotamente, e o cibercriminoso pode escutar secretamente em uma rede e roubar dados pessoais e propriedade intelectual. Quando a intrusão é descoberta, geralmente já é tarde demais.

O ransomware, uma forma de malware, pode desativar uma rede inteira e paralisar uma organização. Os hackers exigem pagamento em troca da restauração do sistema, mas não há garantia de que o farão quando você pagar. É importante tomar medidas proativas para prevenir ataques de malware e ransomware.

Um dos maiores convites para um ataque de malware ou ransomware: desatualizado computadores, software que não foi atualizado e servidores legados sem firewalls adequados. Wi-Fi inseguros ou dispositivos inseguros que tenham acesso às suas redes, como impressoras de escritório, dispositivos móveis, tablets e assim por diante, também são suscetíveis.

Ler:  As mais recentes técnicas de hackers a serem observadas em 2024

Os hackers podem explorar facilmente sistemas que não estão equipados com as mais recentes proteções antivírus e atualizações de software; portanto, assim que estiverem disponíveis, priorize as atualizações do sistema.

3. Senhas comprometidas

Senhas fracas criar outro grande caminho para violações de segurança. Os hackers usam software para gerar automaticamente milhares de possíveis combinações de senhas na tentativa de “adivinhar” as senhas do sistema e obter acesso. Muitos funcionários não atualizam nomes de usuário e senhas padrão ou usam palavras ou frases comuns que são facilmente decifradas.

Para piorar a situação, muitas pessoas usam a mesma senha para várias contas, aplicativos e serviços online. Isto pode aumentar a gravidade de um ataque cibernético, dando aos hackers acesso não apenas aos sistemas internos de uma empresa, mas também às suas plataformas e serviços online.

Implemente práticas recomendadas para proteger senhas, como usando uma variedade de caracteres e combinações exclusivas de palavras para diminuir a probabilidade de um ataque. As recomendações atuais de senha são alterá-las anualmente e sempre que houver suspeita de que uma senha foi comprometida.

Também é recomendado implementar autenticação de dois fatorestambém conhecida como autenticação multifator, para uma camada adicional de segurança para confirmar se a pessoa que está tentando fazer login é real.

4. DDoS (negação de serviço distribuída)

Às vezes, os hackers obtêm acesso a um computador ou ao servidor de uma organização e sobrecarregá-lo com tráfegoprovocando uma falha ou tornando seu site ou redes inacessíveis.

Ler:  O guia definitivo para usar o Microsoft Teams

Como o próprio nome sugere, um ataque DDoS nega serviço a usuários legítimos (por exemplo, funcionários, membros, visitantes de sites, titulares de contas, etc.). Tal ataque poderia ser um ato de vingança ou, mais comumente, uma tentativa de extorquir dinheiro da vítima.

Cada vez mais, porém, os hackers não estão necessariamente solicitando pagamento. Em vez disso, tornam os sistemas inutilizáveis ​​por curtos períodos de tempo – apenas cinco minutos – para ignorar firewalls e roubar dados ou instalar malware para monitorar sistemas remotamente, muitas vezes sem serem detectados. No momento em que a TI coloca os sistemas em funcionamento, os hackers já causaram seus danos.

O que torna uma intrusão DDoS ainda mais complexa é que o invasor usa vários sistemas para orquestrar um ataque. ataque sincronizado de vários locais ao mesmo tempo, tornando mais difícil detectar o local do ataque ou identificar o culpado.

Conheça os sinais a serem observados, como padrões de tráfego incomuns ou lentidão dos sistemas, e conte com soluções de proteção que possam monitorar sua rede em tempo real para mitigar os riscos.

Quão preparado você está para um ataque cibernético?

Essas táticas comuns de ataque cibernético não são as únicas maneiras pelas quais os hackers podem se infiltrar em seus sistemas. À medida que a tecnologia avança, também avançam os seus métodos. É um cenário em constante mudança e todos nós precisamos esteja preparado para evoluir e mantenha-se atualizado com as melhores práticas de segurança cibernética.

Ler:  Como obter mais visualizações nas redes sociais

Novas publicações:

Recomendação