Lista de verificação da sua estratégia de segmentação de mercado: três ações principais

Nesta postagem, você aprenderá os recursos fundamentais que são essenciais para tornar seu segmentação de mercado estratégia um sucesso.

Este blog inclui:

  • 3 ações principais
  • Estatísticas úteis
  • Benefícios de atuar em cada ponto

Então, vamos mergulhar no primeiro ponto da nossa lista de verificação de estratégia de segmentação de mercado:

1. Defina sua meta

Os objetivos andam de mãos dadas com seus objetivos. Na verdade, seus objetivos são o que o ajuda a alcançá-los. Eles apoiam sua estratégia, fornecendo um conjunto de objetivos realistas e intencionais que o ajudam a atingir sua meta.

Seus objetivos devem ser ELEGANTE Isso não significa que eles tenham que ser superinteligentes (embora é claro que possam ser), significa que seus objetivos devem ser:

  • Específico: Pergunte a si mesmo o que você deseja alcançar e o que isso implica, ou seja, de quais recursos você precisa e quais são as suas limitações? Ter metas vagas deixa você e sua equipe vulneráveis ​​a erros, entre outras coisas. Quando seus objetivos são específicos, você e sua equipe terão a mesma visão e propósito em mente, tornando seus objetivos e, portanto, suas metas, muito mais gerenciáveis ​​e alcançáveis.
  • Mensurável: Você deve ser capaz de medir e calibrar seus objetivos para saber (desde o início) que eles são alcançáveis ​​e não desperdiçar tempo, esforços e recursos. Você também precisa de metas mensuráveis ​​para saber, ao longo do processo, que está tomando as ações e decisões corretas e que está no caminho certo para alcançar seus objetivos gerais.

  • Realizável: Vivemos no mundo real e, no mundo real, ter grandes ambições é algo que ajuda a impulsionar o sucesso. Mas só poderemos ver esse sucesso se formos capazes de alcançar esses objectivos muito importantes. Por exemplo, se você não tiver tempo, orçamento, recursos, energia ou desejo para realizar seus objetivos, você nunca alcançará seu objetivo.

Portanto, não tenha metas baixas, mas também certifique-se de que você e a empresa tenham o que é necessário para atingir seus objetivos.

  • Realista: Esse objetivo vale a pena? É a hora certa? É relevante no actual ambiente social ou económico? É importante que você avalie se suas metas e objetivos são realistas. Digamos, por exemplo, que você tenha a ideia inovadora de criar uma bota de caminhada de inverno nunca antes vista. Tem todas as melhores características das botas de neve e de caminhada, mas muito mais. O único problema é que você está tentando promover localmente e sua empresa está localizada em uma área muito quente e ensolarada. Este objetivo não é realista. Seria realista se você estivesse disposto a enviar o produto para locais mais apropriados ou se sua marca de calçados criasse produtos para climas mais quentes.
Ler:  Principais dicas para identificar seu público-alvo ideal

Para atingir seu objetivo geral, você deve ser realista em seus pensamentos, ações e processos.

  • Limitado no tempo: Cada meta viável deve ter um prazo. E cada meta que ajuda você a atingir seu objetivo geral deve também tem um prazo. Com isso queremos dizer um período de tempo em que você pretende alcançar o que inicialmente se propôs a fazer. Sem marcadores de tempo, as tarefas das pessoas podem ficar perdidas no éter, juntamente com a sua motivação.

As pessoas não tendem a trabalhar bem em um ambiente incerto, e o mesmo se aplica quando se trata de cumprir os objetivos estratégicos. Quando todos têm um prazo; Algo pelo qual trabalhar, existe um sentido de urgência e entusiasmo que faz com que as empresas atinjam os seus objetivos em tempo hábil.

Definir metas SMART dá direção e foco à sua estratégia de segmentação de mercado, permitindo que você atinja seus objetivos de maneira profissional e eficaz. Economize tempo evitando possíveis erros, otimize o uso de recursos e esclareça o processo de tomada de decisão. Isso é inteligente.

2. Utilize todos os aspectos do mix de marketing.

Então, você conhece seu objetivo geral e definiu suas metas que garantirão que você o alcance. Mas você já analisou o mercado em geral?

O mix de marketing é uma base fundamental para muitas estratégias de marketing e planos de negócios. Isso ocorre porque cobre quase todos os aspectos que você precisa considerar para um projeto e planejamento precisos. O mix de marketing engloba os ‘7 P’s’:

  • Produtos: Pode ser um produto físico, um serviço ou uma experiência. “Produto” refere-se essencialmente a algo que é vendido. Avalie os principais recursos do que você está vendendo e certifique-se de que atenda ou supere as expectativas do seu mercado-alvo.
  • Preço: o custo do seu produto, serviço ou experiência. Se o preço do seu produto for muito baixo em uma loja exclusiva e sofisticada, ou se você definir preços extremamente altos e for uma marca econômica, você corre o risco de perder clientes fiéis e clientes potenciais. O preço deve estar correlacionado com o seu orçamento para que você possa obter lucro e também deve refletir o valor percebido da sua oferta pelo cliente.
  • Lugar: ‘Local’ é onde você escolhe distribuir seu produto. Você vende por meio de uma plataforma baseada em nuvem, loja de comércio eletrônico, loja física ou depósito? O local que você escolhe para vender deve ser acessível e adequado ao seu público ideal.
  • Promoção: Como você comunica suas ofertas ao seu público? Seus métodos de promoção podem ser tradicionais, ou seja, rádio, televisão, jornais, outdoors, etc., ou podem ser métodos digitais modernos, como mídia social, anúncios em um podcast, anúncios em conteúdo da web, marketing por e-mail ou notificações push e, em breve, . Você precisa que seu público consiga ver sua mensagem, então não faz sentido aparecer em um jornal se seu público ideal recebe notícias online e vice-versa. Da mesma forma, você deve se comunicar com seu público usando um tom e uma voz apropriados e correlacionados com a personalidade de sua marca.
Ler:  Os 10 principais plug-ins de mídia social para WordPress

  • Evidência física: Isso significa duas coisas:
  1. Provas de que compras ou transações foram feitas, como informações de rastreamento, recibos, faturas, arquivos PDF, etc.
  2. Prova de que sua marca existe, que pode ser a placa do seu prédio, seu site, roupas de marca, cartões de visita, a lista é infinita!

As pessoas querem comprar de empresas em que confiam; Se não parecer genuíno, você não deve esperar uma compra repetida. A evidência física prova que você é uma marca legítima e confiável.

  • Pessoas: É qualquer pessoa que esteja direta ou indiretamente envolvida no negócio. Refere-se às pessoas que entregam o produto, serviço ou experiência aos clientes da empresa. Pode ser qualquer coisa, desde consultores a representantes de atendimento ao cliente, por exemplo. É importante que você considere todos os envolvidos em ajudar sua empresa a atingir seus objetivos. Lembre-se, nenhum homem é uma ilha e você precisa da sua equipe ao seu lado.
  • Processos: O sétimo e último ‘P’ do mix de marketing são os processos. São a série de ações realizadas para entregar a experiência, produto ou serviço ao cliente. Esta pode ser a forma como você distribui o produto, seu suporte ao cliente pós-compra ou seus sistemas de pagamento, por exemplo.

Embora os 7Ps do mix de marketing sejam, sem dúvida, eficazes e significativos, há outro modelo que está a fazer incursões à medida que as empresas e os indivíduos se concentram menos na compra e venda e mais nas experiências: os 4Es do marketing experiencial.

Ele 4E estão começando a assumir o controle e está claro o porquê: as pessoas não querem mais ser tratadas como um “cliente” ou um número. Eles querem que falem com eles como um ser humano, uma pessoa que vive e respira, que tem pensamentos, sentimentos e desejos. É por isso que vimos uma mudança da experiência do cliente (CX) e da experiência do usuário (UX) para A experiência humana menos conhecida (HX), que se concentra mais nos valores e propósitos humanos. Mas vamos voltar aos 4Es:

  • Experiência: Experiência, aqui, não significa apenas uma única ação e como essa ação fez o cliente se sentir. Experiência significa a experiência total que um cliente possui; cada ponto de contato e ponto fraco e tudo mais. A experiência pode ser medida e otimizada facilitando uma jornada de compra que encanta os clientes em cada etapa.
Ler:  Como criar conteúdo envolvente e relevante para seu público-alvo

  • Em todos os lugares: Completo. Omnicanal. Experiência. É isso mesmo, as marcas que usam os 4Es garantem que estejam disponíveis onde quer que seus clientes estejam. Isto inclui vender, comercializar e comunicar com os clientes de uma forma que crie uma experiência integrada e otimizada para o cliente, independentemente de como, onde ou quando a pessoa comunica. As marcas que realmente desejam oferecer marketing experiencial garantirão que seu site, mídia social, loja, presença por telefone, loja de comércio eletrônico, etc., sejam consistentes e ofereçam experiências perfeitas.
  • Intercâmbio: As estratégias de preços mudaram. Eles são flexíveis e muitas vezes não são fixos. Hoje, o cliente não busca apenas quem tem o preço mais barato, mas o que mais é oferecido junto com a compra inicial. Isso pode significar descontos, programas de fidelidade, itens grátis ou qualquer coisa que possa realmente oferecer uma experiência melhor (sem gastar muito, é claro).
  • Evangelismo: Boca a boca (MULHERES) marketing. O quarto e último E trata de transformar seus clientes em ávidos defensores da marca, que essencialmente promovem sua marca, produto ou serviço simplesmente porque são leais e amam o que você faz. Como você cria evangelistas de marca? Oferecendo as melhores experiências possíveis; atenda às necessidades pessoais e personalize os produtos da melhor maneira possível, de uma forma que seja consistentemente memorável e mostre um propósito.

Compreender, ou simplesmente considerar cada aspecto dos 7Ps do mix de marketing e dos 4Es, lhe dará uma ideia mais concisa do mercado, dos consumidores que você deseja atingir dentro dele, e o ajudará a analisar sua concorrência atual. Além de permitir que você crie uma experiência invejável para o cliente do início ao fim, é claro!

3. Estabeleça seu público-alvo

Definir metas e compreender o mix de marketing ajuda a estabelecer seu público-alvo. Depois de saber qual é o seu objetivo e se ele é alcançável ou não, determinar quem você deseja como público-alvo fica muito mais fácil.

Então, como você estabelece um público-alvo? Ele faz isso pesquisando, coletando dados e depois analisando-os para segmentar um mercado com precisão. Depois de concluir o processo de segmentação de mercado, crie uma ‘persona’.

  • Coleta e análise de dados: Existem muitos recursos disponíveis que permitem coletar e analisar os dados valiosos necessários para segmentar com precisão o mercado escolhido. Um dos principais métodos de coleta e análise de dados digitais é a análise da web, como o Google Analytics, e mídia social análise.

    Ambas as abordagens coletam dados quantitativos que permitem obter uma compreensão mais profunda da demografia do seu público (idade, sexo, renda, educação, etc.), geográfica (localização, clima, idioma, cultura, etc.), psicográfica (opiniões, valores, crenças , etc.) e características comportamentais (ações realizadas em uma loja, site ou aplicativo). Estes são os dados que você analisa para criar segmentos de mercado autênticos e valiosos.

Ler:  Criação de conteúdo e campanhas atraentes de mídia social com ferramentas de IA

Muitas marcas utilizarão estes dados juntamente com outros métodos de recolha de dados mais qualitativos, tais como investigação orgânica, incluindo grupos focais, inquéritos online, estudos de caso ou mesmo recursos públicos gratuitos, para complementar as suas abordagens hiperpersonalizadas.

Após obter, analisar e validar seus dados de segmentação de mercado, é hora de criar sua(s) buyer persona(s).

  • Pessoa compradora: As personas do comprador são uma representação fictícia e generalizada do seu cliente ideal. É um perfil que você cria que descreve seu consumidor-alvo típico e ideal com base em sua pesquisa de segmentação de mercado. Eles ajudam profissionais de marketing, vendedores, empresas, etc., a internalizar a pessoa perfeita que desejam atrair, ou seja, alguém que precisa, deseja ou simplesmente vai gostar do que você tem a oferecer, e alguém que provavelmente se tornará um cliente fiel e defensor da marca.

Para formular uma buyer persona típica, você deve primeiro criar um perfil. Este perfil contém todos os fatores demográficos, geográficos, psicográficos e comportamentais que você deseja idealmente em um cliente. Você também pode incluir pontos problemáticos, metas, padrões de compra, etc., dependendo de quão profundamente você deseja projetar seu consumidor-alvo ideal.

Criar buyer personas para representar segmentos de sua base de clientes é simples se você se referir a seus clientes como pessoas reais e considerar cuidadosamente suas necessidades, desejos e requisitos reais ao criar essas personas. Abaixo está um exemplo de buyer persona típica:

Criar uma buyer persona com base em pesquisas e dados de segmentação de mercado ajuda no processo de tomada de decisão e agiliza seus esforços de geração de leads. Ao definir o seu público-alvo, você pode criar conteúdos, promoções e oferecer produtos e serviços altamente adaptados e personalizados para atender às necessidades específicas dos seus segmentos perfeitamente segmentados.

Conclusão

Num mundo inundado de empresas competitivas e mercados saturados, a única forma de uma marca ser verdadeiramente vista é oferecer produtos, serviços, experiências, conteúdos e mensagens autenticamente personalizados. E como você pode conseguir isso? Através de segmentação de mercado inteligente e precisa. E seja você um iniciante ou um profissional completo, reavaliar seus métodos e critérios é fundamental se você deseja continuar crescendo como negócio e prosperar.

Os 3 pontos citados acima são características fundamentais quando se trata de sucesso na segmentação de mercado. Portanto, certifique-se de riscá-los de sua lista se quiser que sua segmentação de mercado seja verdadeiramente perspicaz, acionável e eficaz.

Novas publicações:

Recomendação