Nothing Phone (1) não será lançado nos EUA e Canadá

Nada confirmou que não lançará seu próximo Phone (1) nos EUA e Canadá. O problema foi trazido à luz pela primeira vez pelo vazador Evan Blass, que descobriu que a Nothing tinha uma lista de operadoras sem fio suportadas que não incluía nenhuma operadora norte-americana.

Em vez disso, um pequeno número de dispositivos será distribuído aos investidores da comunidade como parte de uma versão beta fechada, disse a empresa em comunicado ao Garon. Nada acrescentou que, embora você possa tentar usar o telefone nos EUA, ele terá cobertura “imprevisível” na T-Mobile, sem voz sobre LTE na AT&T e a Verizon não fornecerá nenhum serviço.

A empresa tem planos de lançar um telefone com suporte nos EUA no futuro, como fica evidente pelo programa beta fechado. Além disso, a parceria da Nothing com a StockX também permitirá que os clientes dos EUA comprem um telefone Nothing. Usá-lo, no entanto, é um cenário totalmente diferente.

Rumores de que o telefone não será lançado nos EUA apareceram pela primeira vez durante a listagem da StockX, que veio com um aviso afirmando que o telefone não é totalmente compatível na América do Norte. Essa funcionalidade pode ser afetada de acordo com a operadora.

Ler:  Como corrigir o erro 020 do Roku?

O telefone deve ser lançado durante a palestra do Nothing, ainda em 12 de julho. O boato é que ele será lançado com o Snapdragon 8 Gen 1 ou Snapdragon 7 Gen 1 emparelhado com pelo menos 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

Uma bateria de 4500mAh alimenta tudo, e esperamos que o Phone (1) venha com uma configuração de câmera tripla, uma câmera primária de 50MP (com suporte OIS), uma ultralarga de 8MP e um sensor de profundidade de 2MP. A câmera frontal é um furo de 32 MP colocado na parte superior central da tela.

No momento, porém, parece que a Nothing não conseguiu chegar a um acordo para fazer com que as operadoras dos EUA apoiassem o telefone ou não tinha o suficiente para passar pelos processos de aprovação bastante caros. Entrar no mercado de smartphones dos EUA tem sido historicamente difícil para as startups, já que as seleções das operadoras dos EUA são geralmente dominadas pela Apple ou Samsung.

Nas notícias: Mega pode acessar seus dados, assim como os invasores: Pesquisa

Novas publicações:

Recomendação