Quais são minhas opções de preços para serviços gerenciados de TI?

Os serviços gerenciados de TI permitem que pequenas e médias empresas (e, ocasionalmente, grandes empresas) coloquem a responsabilidade pelo desempenho e manutenção de seus sistemas de TI nas mãos de especialistas – normalmente resultando em despesas gerais reduzidas e tempo de atividade ideal do sistema. Neste post descrevemos as diferentes formas de precificação dos serviços de TI gerenciados, focando nos modelos mais comuns e nas vantagens de cada um.

Somente monitoramento

As empresas que investem neste nível de serviço de TI gerenciado ficam tranquilas sabendo que seu provedor está monitorando de perto seus sistemas (geralmente 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano) e alertará a empresa sobre qualquer problema que possa causar problemas. Um pacote de preços Somente Monitoramento geralmente requer o mínimo de investimento por parte da empresa porque as soluções para quaisquer problemas do sistema não estão incluídas no custo.

Tele vantagem: Quando os orçamentos são extremamente apertados, esta abordagem pode fazer mais sentido. Problemas (potenciais violações de dados, computadores com baixo desempenho, atualizações necessárias, desempenho lento do sistema, etc.) serão detectados, embora o custo da resolução seja superior ao custo mensal.

Por dispositivo

Este modelo de preços é baseado inteiramente no número de dispositivos da sua organização. Você pode decidir que deseja que seu provedor de TI gerenciado cubra apenas seus computadores, impressoras, dispositivos multifuncionais e servidores, mas algumas organizações também contam com provedores de TI gerenciados para monitorar telefones celulares, tablets e outros dispositivos.

Ler:  Preços Dashclicks: guia de custos e plano de preços

A vantagem: A vantagem desse tipo de precificação é que ele é simples e previsível; sua equipe financeira é capaz de antecipar os custos exatos ao longo do contrato – embora, à medida que você adiciona ou elimina dispositivos, seu custo varie.

Por usuário

Essa abordagem é semelhante ao preço por dispositivo, mas é baseada no número de pessoas na organização. Especificamente, é cobrada de uma empresa uma taxa fixa por usuário final todos os meses, e essa taxa cobre o suporte para todos os dispositivos usados ​​na organização.

A vantagem: Este modelo também permite um orçamento fácil, pois o custo para adicionar outra pessoa é calculado com muita facilidade.

Em camadas

Esta estrutura de preços é essencialmente um tipo de acordo “bom, melhor, melhor”, em que um fornecedor reúne pacotes que se tornam mais inclusivos à medida que o preço mensal aumenta. Cada camada apresenta um nível específico de soluções, serviços e suporte.

A vantagem: Este modelo permite que os clientes escolham entre vários pacotes para encontrar aquele que está mais alinhado com suas necessidades de pessoal, equipamento e desempenho.

À la carte

Essa abordagem de preços é de longe a mais flexível, permitindo que os clientes escolham exatamente quais serviços gostariam de ter, entre todos os oferecidos pelo provedor.

A vantagem: embora um modelo em camadas permita alguma flexibilidade, normalmente o cliente não tem permissão para “trocar” uma das ofertas do pacote por outra diferente. O preço à la carte oferece exatamente essa capacidade. Essa abordagem oferece às empresas o mais alto nível de precisão em termos de alinhamento das necessidades com o serviço prestado.

Ler:  5 dicas importantes para incorporar infográficos de marketing em seu conteúdo

Interessado em saber como sua organização pode se beneficiar dos serviços gerenciados de TI? Para ter certeza de que você está recebendo exatamente o tipo de monitoramento e suporte que precisa – nem mais, nem menos – fale com um dos especialistas da Gordon Flesch Company. Nossa equipe irá orientá-lo em todas as suas opções, acompanhando de perto o seu orçamento e as necessidades específicas do seu negócio.

Novas publicações:

Recomendação