Redes sociais na sala de aula: integração educacional eficaz

As redes sociais não servem mais apenas para conversar. O uso das redes sociais chegou às nossas salas de aula como ferramenta de aprendizagem. Muitos professores reconhecem agora o seu potencial. E é por isso que eles estão interessados ​​em integrá-lo em suas aulas.

Quando plataformas como Twitter e Instagram, com as quais os alunos já estão familiarizados, são incorporadas nas aulas, o seu interesse pode aumentar significativamente.

Além disso, algumas plataformas tornaram-se inestimáveis ​​para projetos de grupo. Isso inclui grupos do Pinterest e do Facebook. Eles oferecem aos alunos um ambiente para:

  • Compartilhar
  • colaborar
  • discutir.

Além de incentivar a colaboração, ferramentas como o Twitter fornecem aos alunos notícias em tempo real. Esta rede social permite que os jovens se mantenham atualizados sobre a atualidade.

Outra vantagem importante é a perspectiva global que introduzem. Imagine uma sala de aula nos EUA tendo uma sessão de chat ao vivo com colegas no Japão. Isso é aprendizagem global em ação.

Juntos, professores e crianças podem melhorar a aprendizagem através das redes sociais.

Incorporando tecnologia e recursos online para melhorar o aprendizado

Falando da era digital e das suas ferramentas, enquanto as redes sociais colmatam lacunas na educação, os serviços de escrita online também prestam uma assistência inestimável a estudantes de todo o mundo. Entre a infinidade de desafios que os alunos enfrentam está a tarefa de elaborar uma proposta de pesquisa impecável.

Ler:  30 perguntas frequentes sobre SEO para profissionais de marketing e profissionais de marketing Empreendedores

Esta tarefa difícil requer não apenas uma compreensão profunda do assunto. Mas também requer a capacidade de apresentá-lo de forma abrangente e persuasiva.

Percebendo esse desafio, muitos estudantes recorrem às plataformas online. A Edubirdie e plataformas similares são especializadas em oferecer ajudar a escrever uma proposta de pesquisa ou assistência. Esses serviços de redação online reúnem um grupo de profissionais experientes. Eles podem orientar os alunos na produção de propostas de alto nível.

Ao aproveitar essas plataformas, os alunos podem garantir que seu trabalho se destaque, refletindo uma pesquisa completa e clara.

Em essência, assim como as ferramentas de mídia social revolucionaram as interações em sala de aula, os serviços de redação on-line estão remodelando a forma como os alunos abordam os desafios acadêmicos. Através do apoio destas plataformas, os alunos podem melhorar o seu percurso académico, garantindo que realizam sempre o seu melhor trabalho.

Usando sites de redes sociais na escola

Nos últimos anos, a ascensão das redes sociais sem dúvida transformou muitos aspectos do nosso dia a dia. Da comunicação ao entretenimento, a sua influência é generalizada. Mas uma área onde o impacto das redes sociais ainda é debatido é o sector da educação.

As plataformas concebidas principalmente para lazer e networking podem ser integradas em ambientes formais de aprendizagem, como escolas?

Inicialmente, os sites de redes sociais eram percebidos como distrações no ambiente escolar. Pense no Facebook, Twitter e Instagram. Os alunos verificando suas notificações ou navegando pelos feeds durante as aulas é uma preocupação comum entre os educadores.

Ler:  300% mais vendas em menos de um ano: como a manteiga digital comprova o ROI das mídias sociais

No entanto, há um reconhecimento crescente de que, quando utilizadas estrategicamente, estas plataformas podem oferecer vários benefícios educacionais.

Os professores agora usam plataformas como o Twitter para compartilhar:

  • atualizações
  • lembretes
  • recursos adicionais de aprendizagem com os alunos.

Os grupos educacionais no Facebook oferecem um local para os alunos colaborarem em projetos, discutirem aulas e compartilharem recursos fora da sala de aula. Plataformas como Pinterest Eles são usados ​​​​como inspiração em tópicos como:

O Instagram, embora principalmente visual, pode ser usado em projetos onde os alunos documentam suas experiências ou até mesmo criam conteúdo educacional.

No entanto, com as vantagens vêm os desafios. As preocupações com a privacidade, o potencial uso indevido e o risco de cyberbullying são preocupações válidas ao integrar as redes sociais na escola.

Para resolver estes problemas, as escolas muitas vezes estabelecem diretrizes de utilização, garantindo um ambiente online mais seguro para os alunos.

Contanto que os professores monitorem a atividade online das crianças para evitar a ocorrência de problemas de privacidade.

Maneiras de aprender sobre redes sociais na sala de aula

Como mencionado acima, as mídias sociais estão mudando a maneira como os alunos aprendem. De fato. Muitas plataformas podem ser usadas para fins educacionais. Por exemplo, o Reddit oferece fóruns de discussão. Aqui, os alunos podem compartilhar ideias e fazer perguntas.

Além disso, o Twitter permite reflexões rápidas. Com uma simples hashtag, as discussões em classe podem ser agrupadas. E plataformas como Pinterest e Instagram permitem trabalho colaborativo. Lá os alunos podem compartilhar projetos e receber feedback.

Ler:  Como criar URLs adequadamente otimizados para SEO

Além disso, o YouTube e o Vimeo possuem muitos vídeos educativos. Os professores podem compartilhar livremente suas palestras nessas plataformas. O Facebook Live e o YouTube Live são ótimos para discussões em tempo real pois permitem que professores e alunos interajam instantaneamente.

Além disso, Grupos do Facebook ou WhatsApp podem ser espaços para discussões de estudo. Eles podem discutir lições e compartilhar anotações facilmente.

plataformas de blog como meio Eles também são muito úteis. Os alunos podem escrever ensaios ou diários lá. Concha. it e Diigo também permitem que os alunos coletem recursos online.

Eles podem usá-los regularmente como referência em seus estudos. A propósito, o LinkedIn é útil para estudantes mais velhos. Basicamente, os ajuda a se conectar com profissionais.

Usar os recursos de AR do Snapchat ou Instagram pode tornar o aprendizado interativo.

Conclusão

Mas é fundamental orientar os alunos sobre o uso seguro das redes sociais. Devem ser estabelecidas regras claras. Isso garante que o aprendizado permaneça eficaz e seguro. As redes sociais, se bem utilizadas, podem melhorar a aprendizagem de várias maneiras.

Você já fez seus filhos usarem as redes sociais na sala de aula? Eu adoraria ouvir de você nos comentários.

Novas publicações:

Recomendação